Text_2

Secretaria Nacional de Segurança realiza curso com peritos criminais

Começou nesta segunda-feira, 18, no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, o curso de “Perícia em Local de Crime Integrado com a Balística, Laboratório, Papiloscopia e Medicina Legal” promovido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) – Ministério da Justiça e implementado pelo Departamento de Pesquisa, Análise de Informação e Desenvolvimento de Pessoal em Segurança Pública.

O curso está sendo realizado pela primeira vez no Estado e segue até a próxima sexta-feira, 22. Ao todo, 35 peritos criminais do CPC que atuam em Belém e nas Unidades Regionais em áreas afins, foram escolhidos para participarem do curso.

Até o fim do curso serão trabalhadas as seguintes disciplinas: Direitos Humanos, Cadeia de Custódia, DNA Aplicado a Locais de Crime, Balística Aplicada a Locais de Crime, Medicina Legal em Local de Crime, Entomologia Aplicada a Locais de Crime, Perícia Papiloscópica Forense, Local de Crime – Aspectos técnicos, metodológicos e biossegurança em exames periciais, Informática Forense e Atividades Laboratoriais. Ao fim do curso, os peritos passarão por uma avaliação teórica para que possam ter direito ao certificado.

Em sua 13º edição, o curso visa qualificar os peritos criminais para atuação integrada em local de crime, em atendimento ao Programa Brasil Mais Seguro, que visa o fortalecimento da perícia forense, que é um mecanismo jurídico e técnico-científico no auxílio na elucidação de crimes.

Para o perito criminal e coordenador de Aperfeiçoamento e Pesquisa do Centro de Perícias Mário Guzzo e, que também está coordenando o curso em Belém, a qualificação, além de propiciar a interação e troca de aprendizagem entre os participantes, promoverá mais qualidade aos laudos periciais. “O curso é uma excelente oportunidade para os peritos aprimorarem seus conhecimentos e trocarem experiência com os professores, que são peritos criminais em outros Estados”, ponderou o coordenador.

Um dos participantes do curso, o perito criminal e gerente da Unidade Regional de Santarém, Elinaldo Silva, considera esta qualificação essencial para o aprimoramento dos peritos, principalmente para os que estão distantes da sede em Belém. “Além de ser uma oportunidade que a Senasp está oferecendo aos peritos criminais por intermédio do Centro de Perícias, principalmente para nós que ficamos distantes da sede, o curso aperfeiçoa nossos conhecimentos sobre os procedimentos adotados nacionalmente”, destacou o perito criminal.

Por Ivana Barreto
Foto: Ascom CPC