Text_2

Governo traça estratégias para mobilidade no feriado do Carnaval

Para garantir a fluidez do tráfego de veículos nas rodovias de acesso aos municípios que recebem um grande número de visitantes no feriado do Carnaval, algumas medidas foram definidas por dirigentes de órgãos do governo do Estado das áreas de mobilidade urbana e segurança pública, nesta quinta-feira (8). A principal delas é a desativação temporária do radar de velocidade que fica no município de Marituba. Dessa forma, para dar mais agilidade na saída de veículos da cidade, agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento de Trânsito do Estado (Detran) irão gerenciar o fluxo e orientar motoristas nesse ponto da BR 316.

Uma grande novidade para está operação será a possibilidade de inversão de tráfego, no retorno do feriado, na terça e quarta-feira, com uma inversão do trânsito em mais uma via no sentido contrário para dar maior fluidez, no retorno dos brincantes para a cidade. “São medidas pontuais, devidamente estudadas e pensadas para garantir a segurança das pessoas”, avaliou o diretor técnico operacional do Detran, Walmero Costa.

A operação de mobilidade do Carnaval 2018 será realizada de 9 a 14 de fevereiro. Fazem parte da operação e estiveram presentes na reunião: Agência de Regulação e Controle de Serviços e Públicos do Estado do Pará (Arcon-PA), Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRV), Comando de Policiamento da Região Metropolitana (CPRM), Detran, PRF, Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Secretaria de Estado de Transporte (Setran), Casa Militar e Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM).

“Estamos integrando os órgãos relacionados à mobilidade urbana e segurança do governo do Estado e prefeituras de Belém, Ananindeua e Marituba, além da Polícia Rodoviária Federal, para atuar neste feriado de carnaval. Assim, detectamos os principais pontos de estrangulamento de tráfego e juntos traçamos soluções para essas questões, que a partir de amanhã (sexta) serão adotadas e contribuirão para dar maior fluidez no período do carnaval, tanto para quem está saindo da cidade em direção aos balneários, quanto no retorno, quando o fluxo também é intensificado na entrada da cidade”, sintetizou Cesar Meira, diretor geral do NGTM e coordenador do grupo.

Ônibus e vans – O Terminal de Ananindeua também esteve na pauta de atividades, já que é um local de grande fluxo de pessoas e, portanto, contará com a presença de agentes de trânsito da Semutran e da Secon, que farão a fiscalização e organização de coletivos.

A partir de sexta-feira (9), o fluxo no terminal será canalizado em um via exclusiva, através de sinalizadores new Jersey, para o tráfego de ônibus e vans, o que organizará o trânsito neste local.

Também ficou definida – e já está em execução – uma operação tapa buracos realizada pela Setran, ao longo da BR 316, no perímetro compreendido entre o KM 0 ao KM 18. Alguns retornos serão fechados temporariamente para evitar o acúmulo de veículos, a exemplo do retorno em frente ao Shopping Castanheira.

Para que a comunicação seja ainda mais eficiente durante a operação, também haverá a presença de aeronave sobrevoando o perímetro de grande tráfego, o que contribuirá substancialmente para agilizar as operações táticas. Também foram recrutadas equipes para fazer a ronda em motocicletas, indispensáveis para possíveis situações com acidentes de veículos. Além de equipes de agentes de trânsito em automóveis e cavalaria, equipes de perícias e de ambulâncias em pontos estratégicos da rodovia BR 316.

“Essa união de esforços vai garantir mais segurança para as pessoas que irão sair da cidade nesse feriado de carnaval, para que assim, o Estado possa resguardar o direito de ir e vir do cidadão”, complementou Walmero Costa.

Também está na pauta da operação Carnaval 2018 a presença de agentes da PRF, Detran, Semutran, Semob e Arcon, nos pontos considerados mais prováveis de retração de trafego e de possibilidade de acidentes, no perímetro que vai desde o bairro de São Brás até o KM 18, da rodovia BR 316, entre outras medidas.

Por Manu Viana
Foto: Ascom NGTM