Text_2

Em Primavera, Governo do Estado entrega mais uma Unidade Integrada Pro Paz

Depois de inaugurar o Mercado Municipal José Noronha Monteiro, no distrito de Boa Vista, em Quatipuru, no nordeste paraense, e anunciar o edital para a construção de uma nova escola no município e o convênio para reforma da escola João Paulo I, o governador Simão Jatene inaugurou as obras de pavimentação asfáltica da PA-446 e de cinco pontes em concreto ao longo da rodovia e usou a via para chegar até Primavera, onde outra entrega de obra pública foi feita: a nova Unidade Integrada Pro Paz (UIPP). Com mais uma unidade, são mais de 60 UIPPs já entregues em todas as regiões do Estado.

O novo prédio da Unidade Integrada Pro Paz em Primavera tem sala para mediação de conflitos, três salas para registro de ocorrências, espaço para reuniões, cela com sala de reconhecimento e alojamento para os servidores. “Com a unidade de Primavera, a população conta agora com mais de 60 UIPP’s em todas as regiões do estado”, comemora o diretor-geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino.

“Nosso objetivo é, no futuro, cobrir todos os municípios do estado com unidades desse tipo, mais completas e integrando todas as forças de segurança do estado”, completou Firmino.

Há 16 anos na Polícia Civil do Pará, a investigadora Andréa Viana diz que “as novas instalações aumentam o ânimo para os dias de trabalho”. “Melhora também a imagem da polícia diante da população”, completa a investigadora.

O mesmo diz o delegado Sílvio Maués, diretor-geral da Polícia Civil no interior. “Estamos, paulatinamente, ampliando, reformando e até construindo novas instalações em todos os municípios do estado”, afirma o delegado. “Isso dá um gás novo, melhora nossa relação com a comunidade e com as outras forças de segurança, como a Polícia Militar, por exemplo, já que as UIPP’s têm como fator principal a integração e os prédios novos dão mais conforto e qualidade no atendimento a todos”, concluiu.

Na entrega do novo prédio, nesta segunda-feira, o governador Simão Jatene disse que “as unidades integradas promovem um novo conceito, um novo olhar sobre a segurança e a cidadania, já que fazem uma integração completa, unindo polícias, bombeiros e, principalmente, a população, que enxerga nas unidades espaços de confiança para momentos muitas vezes difíceis”.

“A falta de segurança é uma crise nacional”, disse o governador. “E o estado do Pará não está livre dessa crise”, adiantou. “Mas, enquanto outros estados enfrentam problemas econômicos sérios, sem condições sequer de honrar compromissos com seus servidores, nós honramos todos os compromissos e ainda podemos investir em projetos como o das unidades integradas, levando mais conforto e segurança à população”, concluiu.

Por Pascoal Gemaque
Foto: Rodolfo Oliveira