Text_2

Mais de 13 mil fazem prova de concurso do CPC Renato Chaves no domingo

Mais de 13 mil pessoas são esperadas, no próximo domingo (31), para prestarem as provas do concurso C-176 do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves para os cargos de nível médio e superior promovido pelo Governo do Estado do Pará através da Secretaria de Administração (Sead). O concurso tem como organizadora a Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa – FADESP.

O certame será realizado nos municípios de Belém (PA), Altamira (PA), Castanhal (PA), Marabá (PA), Santarém (PA) e Itaituba (PA) sendo no turno da manhã, das 8h às 12h, para o cargo de nível médio e no turno da tarde, das 14h30 às 18h30, para o cargo de nível superior. Os candidatos devem comparecer aos locais de prova pelo menos uma hora antes do início das provas com documento de identificação oficial com foto.

Vagas – No total, 95 vagas são ofertadas para Perito Médico Legista (Medicina e Medicina Psiquiátrica); Perito Criminal (Administração, Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Florestal, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Engenharia Sanitária, Farmácia, Física, Geologia, Medicina Veterinária, Odontologia e Processamento de Dados); e Auxiliar Técnico de Perícia (Técnico de Enfermagem, Técnico de Laboratório, Técnico de Mecânica e Técnico de Radiologia).

Remuneração – A jornada de trabalho para todos os cargos é de 40 horas semanais e a remuneração é de R$ 5.210,05 para Auxiliar Técnico de Perícia e de R$ 8.482,04 para os demais cargos.

Provas – O concurso CPC Renato Chaves será composto pelas seguintes etapas: prova objetiva, prova discursiva, exames médicos, prova de capacitação física, exame psicológico, investigação criminal e social e prova de títulos (apenas para os cargos de nível superior).

A prova objetiva valerá 10 pontos e será composta por 50 questões valendo 0,2 ponto cada. Serão 30 questões de Conhecimentos Básicos e 20 questões de Conhecimentos Específicos. Para ser aprovado é necessário obter a nota mínima de 5 pontos e não zerar as questões de Língua Portuguesa. A prova discursiva valerá 10 pontos e serão aprovados os candidatos que obtiverem a nota mínima de 6 pontos nesta etapa. Esta prova será composta por um texto dissertativo ou argumentativo com, no mínimo, 20 linhas e, no máximo, 30 linhas. 

O prazo de validade do concurso será de um ano, a contar da data de publicação da homologação do certame, podendo ser prorrogado por igual período a critério do CPCRC – PA.

Por Luciana Benício