Text_2

Governo do Pará dá início a Operação Verão 2019

A Operação “Verão com segurança – mergulhe nessa ideia” foi lançada na última sexta-feira do mês de junho (28) pelo Governo do Pará por meio da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). Serão quase 4 mil agentes de segurança pública, entres estes equipes do Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves” (CPCRC), destacados para reforçar o efetivo em 126 localidades do Estado.

A operação tem o objetivo garantir aos veranistas diversão, lazer e entretenimento, com paz e tranquilidade, durante o período das férias escolares. As ações ocorrerão ao longo de seis finais de semana consecutivos, iniciando nesta sexta e seguindo até o dia 5 de agosto.

Também foram deslocadas 180 viaturas, 5 aeronaves do grupamento aéreo e 44 embarcações do grupamento fluvial para reforçar a operação. A construção do plano estratégico para a operação contou com a participação de representantes de todo o Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (SIEDS), composto pelas Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Departamento de Trânsito, Superintendência do Sistema Penitenciário, o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, entre outros órgãos que atuarão de forma integrada na operação.

“Desde o início do ano planejamos esta operação em conjunto com os órgãos de segurança pública, além dos parceiros dos órgãos federais e municipais para que possamos garantir não somente a segurança, mais também a qualidade na frequência e no acesso aos interiores pela população. Essa ação integrada visa proporcionar ao veranista paraense uma maior mobilidade e segurança nas praias e balneário para que possam aproveitar com suas famílias o verão amazônico que coincide com as férias escolares ”, destacou o secretário de Segurança Pública do Estado, Ualame machado.

Ações Ostensivas – A Polícia Civil já iniciou as ações ostensivas e preventivas cumprindo mais de 90 mandados de segurança com o objetivo de conter e inibir ações de lideranças criminosas presentes nos municípios mais procurados, durante o mês de julho, como explica o delegado Geral da Polícia Civil, Alberto Teixeira.

“Iniciamos a operação “Pré-Veraneio” com investigações e aberturas de inquéritos resultando em medidas cautelares, enviadas ao judiciário, para que pudéssemos cumprir com os mandados de segurança em todo o Estado. Essa medida faz parte das ações preventivas da Polícia Civil para inibir ações criminosas, especialmente nos principais municípios do Pará, onde sabemos que a frequência dos veranistas é maior. Nosso objetivo é garantir à população férias mais seguras, controlando e inibindo a atuação dos líderes criminosos dessas regiões”, afirmou o delegado.

Polícia Civil – estará presente com um reforço de 177 policiais civis por final de semana, em 21 municípios, garantindo uma maior efetividade nas delegacias dos interiores. A polícia civil atuará também no combate à incidência de poluição sonora e perturbação do sossego público nessas regiões, além de realizar fiscalizações em estabelecimentos de diversão pública, como bares e casas de festa, para verificar a presença de menores e a venda e consumo de bebida alcoólica por adolescentes. As equipes policiais atuarão também no combate ao tráfico e uso ilícito de drogas, na prevenção e repressão de atos infracionais por menores.

Atuando de forma conjunta e integrada com a Polícia Civil, estarão também presentes, agentes do Departamento de Trânsito com ações específicas voltadas para a prevenção e repressão aos crimes de trânsito, em especial, à condução de veículos em estado de embriaguez (alcoolemia), denominada de “Operação Lei Seca”, a ação irá fiscalizar veranistas nas praias e nos municípios.

O Centro Integrado de Operações (Ciop) – estará presente com o serviço de atendimento de urgência e emergência com a visualização com a colocação de câmeras nas localidades que recebem maior fluxo de veranistas neste período. A equipe de reforço é composta de coordenadores, monitoradores de câmeras eletrônicas, atendentes, despachantes e motoristas policiais. O reforço irá contemplar os serviços de atendimento de chamadas telefônicas para o número 190, despacho de ocorrências por meio do sistema de radiocomunicação com as guarnições em serviço, tudo convergindo para o atendimento das ocorrências geradas, devido o aumento esperado para o veraneio.

Polícia Militar – Ao todo, 2.340 policiais militares irão reforçar a segurança durante a operação verão, desenvolvendo ações de policiamento ostensivo em 33 localidades do Estado, nas modalidades a pé, ciclístico, motorizado, montado, embarcado e aéreo. Tropas de diversos batalhões e companhias vinculados aos comandos operacionais da corporação irão receber um aumento significativo no efetivo durante o período de férias.

“Para essa ação será viabilizado o pagamento de jornada extraordinária, para que o policiamento possa atender tanto aos interiores quanto a Capital, e assim manter o policiamento e a segurança ostensiva da população”, falou o Comandante Geral da Polícia Militar, Dilson Júnior.

Durante o mês de julho, a Polícia Militar vai realizar também a Operação ‘Visibilidade’, na capital e demais municípios da região metropolitana, por meio do reforço do policiamento ostensivo e preventivo em pontos estratégicos nos grandes corredores, que registram grande fluxo de pessoas e veículos.

A operação visa prevenir e coibir a prática de crimes, principalmente roubos e furtos, intensificar a prevenção e enfrentamento à criminalidade e permitir maior acesso da população aos serviços de segurança pública do Estado.

O Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves” –  atuará nos municípios de Abaetetuba, Bragança, Cametá, Marabá, Marudá, Mosqueiro, Salinópolis, Santarém, Salvaterra, Vigia e Tucuruí. A operação ocorrerá em seis finais de semana, de 28 de junho a 5 de agosto, exceto nos municípios de Mosqueiro e Salinópolis, que serão contemplados pela ação durante todos os dias do mês de julho. Estarão nas localidades equipes de perícias de local de crime contra vida e patrimônio, perícias de drogas e perícias veiculares.

O Corpo de Bombeiros Militar do Pará – atuará com um efetivo de 934 militares distribuídos em 126 municípios em todo o estado. Durante a operação equipes de Guardas Vidas estarão apostos nas praias dos municípios de Cotijuba, Salinópolis, Abaetetuba, Marabá e Santarém de 8h as 18h. O Corpo de Bombeiros atuará também nas rodovias com 24 viaturas nos municípios de Santa Maria, no trevo de Santa Luzia, em Nova Timboteua, Mosqueiro, Salinas e Outeiro, além de 34 embarcações que atuarão 24h durante a Operação nos serviços de resgate.

“Estaremos atuando nos principais corredores de acessos aos balneários, com as viaturas de auto busca e salvamento para atender a população em caso de acidente, juntamente com as unidades hospitalares que realizarão atendimento de urgência e emergência”, relatou o comandante operacional do Corpo de Bombeiros, coronel Pinheiro.

Nas ações de prevenção o CBMPA atuará em parceria com a Defesa Civil, onde serão distribuídas 30 mil pulseirinhas de identificação para as crianças. Além de disponibilizar por mais um ano o aplicativo “Praia Segura”, desenvolvido pela Diretoria de Telemática e Estatística do CBMPA, que ajudará a população com informações sobre o clima, tábuas de maré, dicas de segurança e com o “Cadê Minha Criança”, que cadastra os pequenos que se perdem dos seus familiares, durante o veraneio, e que são localizados pelos agentes da segurança pública. “Nosso aplicativo estará disponível em todas as plataformas, prestando serviço de auxílio e orientação aos banhistas com dicas de cuidados e prevenção durante o mês de julho”, ressaltou o coronel.

Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) – Ao todo, 65 agentes do Graesp atuarão nas ações durante o veraneio, entre pilotos, operadores aeronáuticos, mecânicos e apoio de solo. A equipe contará com um aparato de três aeronaves, que estarão a postos para atendimento e monitoramento em Salinas, Santa Bárbara e Marabá. Uma aeronave fará ponto base alternado no trevo de Santa Maria, na estrada de Mosqueiro e em frente à Unidade de Pronto Atendimento, em Castanhal para atender a remoções aeromédicas em localidades próximas.

O Grupamento Fluvial (Gflu) – empregará 44 embarcações na Operação. Três delas serão utilizadas estrategicamente para rondas nos portos da Região Metropolitana de Belém, para coibir roubos ou outros tipos de crimes nos rios; outra embarcação será disponibilizada para a Polícia Militar, no município de Salinópolis; e a terceira ficará disponível para pronto emprego, na sede do Grupamento Fluvial, em casos de acionamento pelo Centro Integrado de Operações (CIOP). 176 agentes de segurança irão compor o efetivo do Gflu para a operação.

Departamento de Trânsito (Detran) – Mobilizará 257 agentes de fiscalização de trânsito, que serão distribuídos em 17 municípios, além da Capital, visando a prevenção de acidentes e comportamento coletivo de segurança no trânsito, nos pontos de maior concentração humana e de veículos neste período de veraneio, por meio de ações educativas e de fiscalização. “Nossos agentes realizaram controle de tráfego nas praias além do suporte necessário para a melhor fluidez no trânsito dos condutores que saírem da capital em direção ao interior pela BR-316 e outros canais viários do estado. Atuaremos também com as equipes na fiscalização dos condutores utilizando o etilômetro para avaliar se estão ou não conduzindo o veículo sob a influência de álcool e atuar com medidas preventivas”, ressaltou Ivan Feitosa coordenador de operações do Detran.

Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) – atuará junto a população com a campanha “Reeducar: essa é a minha praia”, que, por meio da Diretoria de Reinserção Social (DRS) e Assessoria de Comunicação Social, promoverá ações de conscientização nas praias de Salinas, Mosqueiro e Outeiro. Internos que participam da ação passam por uma avaliação multidisciplinar onde é verificado o bom comportamento dentro cárcere e distribuem nas praias sacolas personalizadas para conscientizar os banhistas sobre a importância da preservação do meio ambiente por meio do descarte correto do lixo. A ação ocorre desde o primeiro final de semana de julho, nos dias 6, 13 e 20 do mês.
Nos presídios as ações de revista são intensificadas e contam com o policiamento e monitoramento ostensivo das equipes da polícia militar e agentes prisionais.

“Estaremos na Operação com a presença dos internos do Sistema penitenciario, especialmente nas ações de conscientização junto aos veranistas e na limpez dos resíduos deixado pelas praias. Com essa atividade promovemos a ressocialização dos presos que atuam nas ações preventivas da operação verão tendo a oportunidade de trabalho e oportunidade resgatando sua pena em serviço a comunidade “, finalizou o Diretor Geral Penitenciário, coronel Mauro Matos.

Por Walena Lopes (Segup)