Text_2

Vice-Cônsul da Colômbia visita CPCRC

A vice-cônsul da Colômbia, Nina Paola Guarin Castro, visitou na manhã desta quarta-feira (10), o Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves” (CPCRC) como forma de prestar agradecimentos ao Instituto Médico Legal (IML), pelo trabalho de identificação e rápido trabalho de perícia e fornecimento de documentos de liberação do colombiano Johany Esteban Arango Mazo. Ela foi recebida pelo diretor geral Celso Mascarenhas e pelo diretor do IML, o médico legista Hinton Barros.

A vítima foi assassinada no município de Capitão Poço, no início de junho de 2018, mas deu entrada na unidade regional do CPCRC em Castanhal no dia 15 do mesmo mês, mas na condição de cadáver ignorado. Pouco tempo depois, ele foi reconhecido por um amigo, que também é colombiano e reside no mesmo município.

Apesar disso, na ocasião os parentes de Johany Esteban não tiveram condições de saírem da Colômbia para Castanhal para cuidarem dos trâmites legais de perícia e liberação do corpo. Eles solicitaram ao conhecido do ente querido para cuidar do caso, que conseguiu fazer a liberação do corpo e fazer o sepultamento no município de Capitão Poço.

A vontade da família é fazer o traslado do corpo de Johany Esteban Arango Mazo, para isso fez solicitação ao consulado da Colômbia para ajudar no processo. O órgão encarregou a vice-cônsul Nina Paola Guarin Castro para cuidar do caso, que visitou a sede do CPCRC, em Belém, para solicitar os documentos necessários para o traslado do corpo. “Fui muito bem atendida e com todos os procedimentos para ajudar a família desse colombiano”, elogiu a vice-cônsul.